Segunda-feira
18 de Dezembro de 2017 - 
Advogado registrado na OAB/BA sob N° 30.452
Atuando em Direito do Trabalho
Direito do profissional de saúde
Direito do consumidor

Informativos úteis

Cadastre seu e-mail para receber dicas úteis para seu dia-a-dia. Conforme legislação, não realizamos consultas por e-mail. As dicas tem conteúdo geral, aplicáveis a quaisquer cidadãos.

Previsão do tempo

Hoje - Jequié, BA

Máx
31ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Jequié, ...

Máx
31ºC
Min
18ºC
Possibilidade de Chu

Quarta-feira - Jequié, ...

Máx
30ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Vitória da Conqu...

Máx
27ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Vitória ...

Máx
27ºC
Min
15ºC
Possibilidade de Chu

Quarta-feira - Vitória ...

Máx
30ºC
Min
16ºC
Poss. de Pancadas de

Endereços

Escritório Vitória da conquista

Otávio Santos , 207 , Empresarial Maria Helena, 20 Andar, Salas 204/2016
Recreio
CEP: 45020-750
Vitória da Conquista / BA

Escritório Jequié

Rua Bertino Passos , 08 , Edificio Viana - 1o andar
Centro
CEP: 45200-020
Jequié / BA
+55 (73) 3525-0401

Vendedor Externo

EXPERIÊNCIA PRÓPRIA COMO VENDEDOR EXTERNO
 
Trabalhei por 12 anos e seis meses no ACHÉ S.A., o maior laboratório da indústria farmacêutica nacional. Conheço como poucos colegas os detalhes mínimos da profissão, o que faz aumentar em muito as chances de sucesso nas ações judiciais.
 
Para que você possa ter uma ideia, o primeiro processo que "tomei conta" foi o meu próprio contra o laboratório no qual trabalhei.
 
Iniciamos o processo na época que eu ainda era aluno do curso de Direito, mas trabalhei diretamente no raciocínio e elaboração das petições, sempre sob sob supervisão de um Advogado professor.
 
Ao graduar, assumi o acompanhamento do processo e o mesmo segue em discussão.
 
Tenha uma ideia do sucesso do processo nos links abaixo:
  • Decisão do primeiro recurso do processo: Clique aqui.
xistem muitos tabus falados principalmente pelos "chefes" para evitarem processod judiciais contra suas empresas, vamos tratar de alguns, mostrando também processo nos quais tivemos sucesso.
 
 
HORAS EXTRAS PARA VENDEDORES EXTERNOS
 
Esse é o maior dos tabus: "quem trabalha externamente não tem sua jornada controlada, portanto não recebe horas extras!".
 
É mentira! Óbvio que precisamos provar o é alegado!
 
Como identificar se você tem chances de receber horas extras mesmo trabalhando externamente? Primeiro responda às questões abaixo:
  1. Você tem reuniões, encontros com seu chefe na rua, em hotel, na sede da empresa em início e final de expediente?
  2. Você tem horários a cumprir?
  3. Você trabalha com computador de mão, tablet, smartphone, etc?
  4. É obrigado a conectar pela internet ou linha telefônica esse equipamento?
  5. Você envia relatórios de viagem, de visitas, para a empresa?
Se sua resposta foi positiva a pelo menos três dessas perguntas você tem grandes chances de de receber horas extras, se as fizer e tiver como provar.
 
Abaixo segue link de alguns processos nos quais clientes do escritório ganharam horas extras:
 
 
DEPÓSITO DE AMOSTRA E MATERIAIS NA RESIDÊNCIA DO EMPREGADO
 
Alguns representantes guardam amostras e material de trabalho em suas residências.
 
Já obtive sucesso em ação contra uma empresa de alimentos na qual o Tribunal REgiuonal do Trabalho determinou que fosse paga uma indenização equivalente ao aluguel de um cômdo na região.
 
Na decisão o tribunal determinou que:
 
  • Os documentos de fls. 517/522 demonstram que os produtos publicitários da empresa eram remetidos para a residência do Autor, fato corroborado pelas testemunhas em suas declarações “...só levava no veículo a mercadoria para o trabalho da semana e o resto ficava guardado em casa; esse material chegava todo mês ou a cada três meses; esse material era usado com todos os clientes...”, “...o reclamante utilizava um cômodo do fundo da sua casa como depósito para material de merchandising...”.
  • Tendo em vista que não se insere entre as atribuições do Reclamante o armazenamento de material da Ré, sendo dever da empresa a guarda e conservação dos seus produtos, defiro o pagamento da indenização pleiteada. A liquidação deve ser feita por artigos, a fim de se apurar o valor referente ao aluguel de um cômodo na região.
 
Clique aqui e entre em contato conosco para tirar suas dúvidas.
 
 
INDENIZAÇÃO PELO ACÚMULO DA FUNÇÃO DE COBRANÇA E VENDAS
 
Existe uma Lei que garante o adicional de 10% nos casos de vendedores que também exercem outras funções como arrumação de material de merchandising, arrumação de prateleiras, freezers, etc.
 
Já tivemos êxito também nesse pedido. Em um de nossos processos a Juíza condenou nos termos abaixo:
 
  • Determina o art.8º da referida lei que “... Quando fôr prestado serviço de inspeção e fiscalização pelo empregado vendedor, ficará a emprêsa vendedora obrigada ao pagamento adicional de 1/10 (um décimo) da remuneração atribuída ao mesmo...”.
  • Ora, incontroverso que o Reclamante trabalhava viajando para as cidades circunvizinhas de Maracás. A 2ª Testemunha descreveu como eram executadas as vendas: “... o vendedor percorre onze passos para efetuação da venda: 1º a merchandising, verificando a propaganda no local, 2º olhar o estoque (ver o que o cliente tem de vasilhame vazio, acompanhar o prazo e validade dos produtos que estão no estoque)...”. Ressalte-se que o próprio preposto confessou que o Reclamante deveria verificar os prazos dos produtos nos pontos de venda.
  •  Logo, cabia ao Reclamante fazer a inspeção do estoque dos clientes da Reclamada, bem como, da disposição da propaganda da Reclamada nos estabelecimentos comerciais visitados. Defiro ao Reclamante o pagamento do adicional mensal de 1/10 da sua remuneração, no período de 04.08.2005 a 06.07.2009.
 
Clique aqui e entre em contato conosco para tirar suas dúvidas.
 
 
 
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  63599
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.